sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Aldeias do Xisto


Estas aldeias são pequenas Maravilhas de Portugal espalhadas pela Serra da Lousã.

Entre montes e vales, ainda podemos encontrar gentes esquecidas a habitar as minúsculas casinhas de pedra, a quem os olhos brilham quando paramos para falar com elas.

Para os amantes da Natureza, aqui fica uma boa sugestão para um fim-de-semana diferente e distante do rebuliço das cidades.

Beijinhos,
Gata Verde

39 comentários:

Vanadis disse...

Já a modos que vivi numa ldeia dessa, perdida no conselho de Idanha a Nova: proença-a-velha, ao pé de penamacor. O meu pai tem lá as suas raízes, e os avós arrastavam as netas pra lá, todos os agostos.

D*ana disse...

És tu que estás na 1ª imagem né?! xD
Ok, vou pensar na tua sugestão...
--,

Beijinho bom *

Ps. Pois são! Eu tenho bom gosto p'ra imagens. xD ;)

Teté disse...

Óptimas fotos! O bichano em cima do telhado até parece estar a piscar-nos o olho, como quem diz: venham daí!

Sugestões para um fim-de-semana por terras (desconhecidas) de Portugal, são sempre bem-vindas!

Tem um bom, gatinha!

inês disse...

voltás-te! que bom!

tenho lá um mimo para ti (ou hoje ainda ou amanhã)!!!

um beijo grande

Mustafa Şenalp disse...

Your blog is very nice:)

Ana Maggie disse...

Conheço algumas e são realmente espantosas!!a prova que existe muita beleza em Portugal!!

Rafeiro Perfumado disse...

Viste a quantidade de pedras que atirei à gata e ela não saiu do telhado?

Bongop disse...

Estão muito boas, as fotos !! Lá em cima , em Trás os Montes Vi muitas "montadas" com aquele Xisto escuro e fininho !

Gata Pingada disse...

És a autora das fotografias? é que estão o máximo, especialente a primeira!

Estou a ficar leitora assídua.

Beijinhos e miaus

AEnima disse...

Ja ai estive!!!

E a miss gata no telhado quente de "zinco"... bestial :)

Diabba disse...

Olha, hoje andei por Pedrogão Grande / Castanheira de Pera e ver essas casinhas, bem catitas, eu até montava uma filial do Inferno por lá, mas fica um bocadito fora de mao... oh estradinhas manhosas!!

beijos d'enxofre

alfabeta disse...

Adoro aldeias e as pessoas que lá vivem tão diferentes das da cidade, bjs

Fátima disse...

Como sao amorosas as gentes que vivem nesses recantos, sem malicia e hipocrisia.
Um beijo, bom domingo.

vinte e dois disse...

Locais lindíssimos de facto. Por vezes não sabemos onde passar o fim de semana e com locais tão bonitos à porta :)

turbolenta disse...

Há muito por descobrir por este Portugal fora. Algo diferente do que vemos todos os dias e que acabamos por achar bonito.
O pior é quem lá mora. Esses não lhe acham graça nenhuma.Longe da civilização, com habitantes idosos, casas carenciadas. Sítios onde falta tudo.
Aldeias típicas, como Monsanto,Penha Garcia, Piódão e uma outra no Marão cujo nome não me recordo agora, são mesmo interessantes para visitar.
As fotos estão muito giras
boa semana

CAP CRÉUS disse...

Muito loucas estas aldeias de xisto!
Conheço algumas.
Obrigado pela sugestão!

GK disse...

AHHH!!! Foste ao Talasnal!!! :)

As aldeias são lindas!!!

Eu trabalhei na Lousã seis meses e subi a Serra duas vezes! Fiquei estupefacta com tamanha beleza!

E a velhinha que fotografaste ainda lá vive. Nasceu, cresceu e jura que irá morrer no Talasnal! É lúcida. E fascinante.

As aldeias da Serra da Lousã merecem este destaque! Sem dúvida! Também tenho fotos fabulosas (pela beleza do local, não tanto pelo talento da fotógrafa). Queres para a troca? LOL

Vanadis disse...

Olhó turco, anda por aqui a cheirar!!! Deve gostar de aldeias de xisto! Portuguesas!

Ah pois, o Rafeiro só podia era atirar pedras à gata...mas ela, imperturbável, parece dizer: ó pra mim a ignorar-te a ti. LOLOL! ;-p
Tadita da gata!

foryou disse...

Alô "feriante" profissional :P Correu bem?

Tenho a comunicar que este blog me enerva!!! Esta coisa de vir para aqui fazer inveja ao pessoal... devia ser punido!!!

Beijooo

mjf disse...

Olá!
As fotos estão espectaculares!
E a bichana(o) é linda.
Boa semana

Bxana disse...

São tão giras... estas e as do Parque Nacional Peneda Geres :)

Boas fotos ;)

Miaus!!!

inês disse...

e fotos novas?

(muito trabalho acumulado???)

Fallen Angel disse...

Raf, acabei de ver o Turco a olhar para a gata. Calma, pá.. aquela no telhado não era verde...

( Beijocas para a Gata e para o Turco.. ambos têm bigodes.. ai, ai.. )

Andreia do Flautim disse...

Eu farto-me de tocar em aldeolas dessas todas as semanas do verão...

GK disse...

Venho responder-te!
Há gente no Talasnal, sim senhora! Há um casal - UM ÚNICO - a viver lá desde sempre! A senhora é um doce!
As duas vezes que fui à Serra, foi como jornalista, a acompanhar a recriação de tradições da região: um casamento tradicional e uma festa. Fui com o Grupo Etnográfico da Região da Lousã que alterou por completo a imagem que eu tinha dos grupos etnográficos (em resumo: agora sei que há aqueles que fazem trabalhos valorosos e com seriedade).
Tenho, por isso, IMENSAS fotos dessas recriações, da serra e de duas aldeias, o Talasnal e o Chiqueiro (Talasnal principalmente).
Se quiseres faço um selecção, zipo-as e mando-tas. Diz para onde.

Ana Maggie disse...

Linka-me linka-me prima! =D

o_cao_que_morde disse...

A Organização Não Governamental CARE tem uma petição para por termo à Mutilação Genital Feminina. Esta petição pode ser assinada em:https://my.care.org/campaign/fgcpetition
Não deixem de assinar a petição para que as atrocidades mencionadas acima deixem de ser praticadas.Mais informações está no Blog - Cão que Morde H

Bichodeconta disse...

Linda esta aldeia, um tesouro quase desprezado no nosso pais.. Graças a Deus não tem centro comercial, como eu gostava de viver numa destas aldeias.. Um abraço, ell

Arcanjo disse...

Quem me dera a mim viver num lugar assim...

Adoro o silêncio... e a paz...

Portugal está pejado de locais como este.

Costumo viajar muito por Portugal e sem dúvida que não troco outro país pelo meu ;-)

Beijocas grandes***

Cusco disse...

As casas são diferentes mas as gentes são as mesmas na minha serra!
Beijinho e um bom fim-de-semana!

Laura disse...

Olá gatinha querida, que belezas temos aqui e vamos pedir dinheiro aos bancos para viajar lá para fora e encher os cofres dos outros, que falta de senso..aqui vive-se e come-se bem e é a nossa comida e a nossa terra amada (apesar de ser a minha de nascimento, a terra amada é Angola, esta é a segunda..)
Beijinhos e que linda aldeia...

O Profeta disse...

Que pena cara amiga viver aqui nas ilhas senão aceitava a tua interessante sugestão...


Doce beijo

david santos disse...

Gatos maravilhosos, parabéns.
Tem um bom fim-de-semana

Cindy Calista disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Teresa disse...

Confesso contrita e envergonhada que não conheço.
O que me remete sempre para uma certa frase do mítico Moon River: There's such a lot of world to see!.
Claro que AMEI especialmente a primeira imagem, a do gatoso no telhado, o arvoredo como pano de fundo...

Um beijo

Alien David Sousa disse...

Um aparte, o gato da foto é parecido com o meu, apesar do meu ser bebé :D

Saudações alienígenas

Anónimo disse...

ola :)...vim aqui ao blog porque andava a procurar aldeias carenciadas q nececitassem d alguma ajuda...e achei q esta talvez nececitasse d alguma luz...sou escuteira e gostava d levar aí o meu grupo...e ajudar as pessoas q aí vivem...o q posso fazer??
bjs*

Gata Verde disse...

Olá escuteirinha...a melhor maneira é contactares com a Câmara Municipal de Arganil e Pampilhosa da Serra (Lousã). Existem 24 aldeias de xisto nesta serra a serem recuperadas,mas vivem poucas pessoas lá.

Bom trabalho

Anónimo disse...

Olá GK. Fico satisfeito por sabê-la agradada com as nossas aldeias. Vamos ter mais recriações nas mesmas. Vamos ter mais um Ciclo Etnográfico, desta vez o II, que promete ser muito atractivo. Fico também muito alegre pelo reconhecimento que faz do GERL. Oportunamente vou dar-lhe a saber o respectivo programa.