domingo, 18 de janeiro de 2009

Moinhos de Vento


Outrora tão utilitários, este tipo de tecnologia caiu em desuso.
Com a Revolução Industrial, muitos foram demolidos ou conservados como atracção turística.
Espero que nunca desapareçam...pois fazem parte do nosso imaginário!

Beijinhos,
Gata Verde

63 comentários:

escarlate.due disse...

podes oferecer-me um que eu aceito e depois até te convido para um fim de semana :P

Marisa Caetano disse...

Gata verde estou a adorar o teu blog vou voltar mais vezes :)

FERNANDA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDA GATINHA, MARAVILHOSAS FOTOS DOS NÃO MENOS BELOS MOÍNHOS... TAMBÉM PENSO COMO TU... QUE OS CONSERVEM, FAZEM PARTE DO NOSSO PATRIMÓNIO... UM ABRAÇO DE CARINHO E MUITA AMIZADE,
FERNANDINHA

Tozé Franco disse...

OLá Gata Verde.
Também gosto muito de moinhos.
Sabes que há mais moinhos na zona oeste (Região de Torres Vedras) do que em toda a Holanda?
Também acho fabulosos os moinhos de marés. Vale a pena a visita a os de Corroios.
Um abraço.
PS:No meu canto ando pelas Cataratas de Niagara.

JOSÉ NEVES disse...

Duas belas perspectivas que aqui nos apresentas, pena é que que pouco a pouco apenas façam parte do nosso imaginário.

Dois belos documentos, um beijinho.

mjf disse...

Olá!
Pelo menso que sejam aproveitados para o turismo ...
Para que os nossos filhotes os possam ainda ver ;=)

Beijocas
Boa semana

Bongop disse...

Bem... espero que nunca desapareçam! São simples e lindos.
(E óptimos locais de encontro com o sexo oposto...)

Rafeiro Perfumado disse...

Desde que não apareça um D. Quixote com um Bulldozer...

Dentro da Bota disse...

Ainda quero clicar esses moinhos...

Gi, Roma

Sandra Rocha disse...

Ai como adoro moinhos fico logo encantada :)
Estão lindissimas.
Bjs.

Ricardo disse...

Ha muita coisa a desaparecer, cada vez mais!

Beijo

Carecaloira disse...

Também gostei dos moinhos.
Mas, gostava mais de vos ter visto hoje, porque não passaram por cá ontem, hã??

Beijinhos
Marina

Van disse...

do nosso e especialmente do do dom quixote!! LOL

felipemfelix disse...

Lugar lindo...
Mas é serio que até hoje não entendo como funciona um moinho ´por dentro.

Teté disse...

Ah, afinal o azul era do céu... :)

Pena existirem tantos em ruínas e abandonados no cimo dos montes... Estes deram umas excelentes fotos!

Beijocas!

Osvaldo disse...

Olá "Menina";
É verdade que os países deverão recuperar para bem da cultura dos povos todos estes verdadeiros monumentos do tempo que fazem parte do nosso imaginário... mas que fizeram parte de uma vida social e económica dos antepassados de quem somos originários.
E a "Gata" tal Don Quixote, oferece-nos estas maravilhas que só enaltecem o teu maravilhoso blog.
bjs

animalcandysugar disse...

eu ía fazer uma maquete de um em área de projecto, mas depois decidimos que dava muito trabalho :]

beijinho *

animalcandysugar disse...

NÃO TIVE AULAS! VIVA A GREVE! (y)

animalcandysugar disse...

bolas uu'.

lgb disse...

Assim fotografados é que nos ficam na retina...!

Beijinho

Roderick disse...

E como andamos sempre a lutar contra moinhos....

GK disse...

Ainda há pouco tempo vinha de Cascais para Coimbra pela A8 e vi uns poucos muito bem conservados. Giríssimos. Na Lousã também há uns "em vias de conservação"... ;)
Boa semana.

Andreia do Flautim disse...

Será que ainda os usam como antigamente?

vício disse...

no verão passei na zona oeste e por acaso comentei sobre o estado degradado em que se encontravam a maior parte deles!
tal como o rafeiro falou... acho que o D. Quixote já lá passou mas não foi de bulldozer!

LOURO disse...

Querida amiga Gata Verde,belas as tuas fotos,moinhos de vento,que têem passado há história,infelizmente, com as novas
tecnologias,mas que seja feita a sua conservação como património nacional!!!

Boa semana,

Beijinhos de carinho e amizade

Lourenço

Dualidades disse...

Estes que estão nas fotos estão em muito bom estado comparativamente a alguns que eu conheço.

AB disse...

Na minha zona há alguns(Serra de Montejunto)
Beijinho e boa semana.

turbolenta disse...

Pena que eles não estejam mais preservados. Infelizmente, a maior parte deles está a cair e os restantes são reconstruídos e vendidos por preços exorbitantes para casas de férias. Desde que se mantenha a traça original,se não retire a vela, pode fazer-se uma ampliação(construção lateral com passagem para o interior do velho moinho).Assim,finalmente,já há espaço para as pessoas poderem viver.E como estão sempre em zonas altas, pelo menos ar (* ou - puro) também não lhes falta.
Mas ainda me lembro muito bem dos antigos e a trabalharem. A minha avó tinha um e era ´de lá que saía a farinha moída para o pão da semana. E que pão! cozido a lenha e estaladiço , quando ainda estava quentinho,barrado com manteiga e comido com umas belas azeitonas pretas....uma delícia! (naquela altura, com aquele pitéu, já nem me lembrava de ir lamber a lata do leite condensado) lol lol
boa semana

LopesCa disse...

Os moinhos e Don Quixote ;)

paulofski disse...

E do Sancho Pança niguém fala? Não imaginava monstros em moinhos mas também era utilitário!

paky disse...

Que belleza he visto en tu pagina!!! Me encanta tu forma de ver la vida. Te visitaré a menudo. Un fuerte abrazo,

vsuzano disse...

moinhos ???? leva-os o vento.... ou serão as palavras ???? ou as a´guas passadas ????

olha já nem sei.... estamos eu janeiro e eu já para aqui a pensar nas férias....

Diabba disse...

(depois de ler o coment do Bongop)

sexo com alguém do sexo oposto?? grrr quando?? onde? quem???

Boue-me a ele!!

geunfff

Conde disse...

Quando era miudo imagináva-me a agarrar num daqueles braços e a dar uma volta completa.Agora que cresci vejo-me a olhar para os moinhos aéolicos.

mundo azul disse...

________________________________

...sim! Que não desapareçam, mesmo... São tão lindos!


Beijos de luz e o meu carinho...

_________________________________

Daniel J Santos disse...

Muito bem estes moinhos.

Helena Paixão disse...

Felizmente alguns são preservados, embora não sendo usados para o fim a que foram destinados mas sim como habitação. Tenho muito curiosidade em ver um destes moinhos de habitação por dentro mas ainda não tive essa sorte.

Dois óptimos instantâneos, com excelentes definição e cores.

Bjocas!

daniel J santos disse...

A fotografia lá no "Com imagens" é no Castelo de Guimarães.

Armindo C. Alves disse...

Ainda bem que os recordas, não só pela beleza e força que imprimem na paisagem, mas também pela importância histórica que representam. Um espólio a preservar e que lindamente nos mostras.
Parabéns.
Beijo.

tossan disse...

Os moinhos de vento se tornaram alguns obras de arte. Sorte nossa.
Belas fotos. Abraços

Cadinho RoCo disse...

Daqui também emano força para que peservem os moinhos que oferecem referências tão importantes.
Cadinho RoCo

William Alexander López disse...

Son unos molinos muy interesantes, representan un gran valor y parte de la historia, ojala que siempre los conserven en muy buen estado para que los conozcan las próximas generaciones.

Abrazos

Helena de Tróia disse...

do nosso imaginário..lembro-me logo do D. Quixote!:-)). penso que até herdei uma herdade onde há lá um em ruínas...mas não há dinheiro!!:-))

CarlaSofia disse...

Muito giros estes moinhos.
beijinho

tr3nta disse...

bonitos moinhos... parece-me familiar este sitio.... deixa-me adivinhar... Mmmmmm.... OIA???? :-)

pablo cholvis disse...

Dos muy lindas tomas la de los molinos Gata Varde. Gracias por tu comentario en mi blog. Me encantaron las fotos de la Navidad en tu niñez. Hasta pronto.

dejalo que va lejos disse...

Que belos são os moínhos de vento :))

CDS disse...

Há-os muito lindos, sim.....pena que não os deixem em degradação como acontece com muito património neste país.
Beijokitas

ines disse...

Vou-te contar um segredo, quando era pequena, um bocadinho mais do que agora, nos sonhos era raro viver em castelos, palácios.! Vivia sempre em moinhos! A caminho da Ericeira há um bem à beira da estrada, que me encantava cada vez que por ali passava!

Ferreira-Pinto disse...

Sempre fascinantes!

Alien David Sousa disse...

Gosto de moinhos Gata. Não me importava de restaurar um e fazer deste uma casa de campo.
Beijinhos

Philip Rangel disse...

O mundo blogueiro é vasto mesmo....passei em um blog amigo e achei o seu....conteudo..poesias...noticias....
blog q te faz voltar sempre...participar....

parabens pelo conteudo aqui apresentado.....

abraços

Philip Rangel

Maria Clarinda disse...

E eu sempre que os vejo...sonho ter um lugar só para mim dentro de um deles.
Lindas as fotos.
Jinhos mil

GK disse...

Conta lá: para onde é a próxima viagem...?
:)

tr3nta disse...

Que intuição!!!... ;-)

tulipa disse...

Huummmm, estou tão necessitada de um abraço, acredita!!!

E, ontem foi o dia dos abraços, não vim cá receber um abraço teu, mas...estou cá hoje, pode ser?

Convido-te a leres o texto que fiz com 12 palavras que eram exigidas num jogo da net, só que não enviei a tempo, por isso, nada feito. De qualquer forma gosto do que escrevi e estou a partilhar com quem me visita.

Beijo suave.

tulipa disse...

Adoro moinhos de todo o género.

Obrigado pela partilha.

Sandra disse...

Olá, descobri este teu blog agora e gostei muito dele, quanto aos moinhos, na zona de Sintra ainda vão aparecendo alguns apesar de a maioria estarem completamente destruidos, quando era miuda a professora fazia grandes piqueniques perto de uns, mesmo num alto de uma serra... aquele ar, dava-nos vida!
Ai que saudades...
Vou passar visitar-te mais vezes!
Jokas
Sandra C.

ψ Psimento ψ disse...

Desta vez sou eu quem vai de viagem! Eheh prometo trazer fotos. Um beijo e gostei dos moinhos :)

▒▓█► JOTA ENE ® disse...

Por acaso curto imenso os moínhos. E tenho belas fotos de alguns dos poucos que proliferam por aí.

Bjs e bom f-d-s!

Nuno de Sousa disse...

Mais duas fotos bem conseguidas...surpeendes-me cada vez mais, andas uma verdadeira fotografa, mto boas.
Bjs amiga,
Nuno

Oliver Pickwick disse...

Tenho profunda admiração pelos moinhos. Tanto por seu aspecto de gerador de energia limpa, no passado; como por seu bonito visual.
Estou de volta, na carona das suas viagens e dos belos lugares por onde passa.
Um beijo e feliz 2009!

Toni Bra disse...

Una serie Azul llena de vida y de luz...perfecto el reportage.Un saludo